Pages Navigation Menu

G

Glândula lacrimal
Glândula relativamente grande, situada na porção superior lateral da cavidade do olho; reproduz fluido lacrimal em abundância em resposta a uma irritação ou a um efeito emocional.

Glândulas meibomianas
Glândulas palpebrais que segregam sebo, uma substância oleosa que faz parte das lágrimas e as protegem contra a evaporação.

Glaucoma
Doença que pode levar a perdas do campo visual devido à lesão do nervo óptico; na maior parte das vezes, um glaucoma deve-se a um aumento da pressão intraocular e/ou a uma irrigação sanguínea deficiente do olho.

Glaucoma agudo de ângulo fechado
Um tipo do glaucoma que ocorre quando o ângulo da câmara anterior situado entre a íris e a córnea se fecha subitamente, impedindo a drenagem do humor aquoso elevando a pressão intraocular rapidamente.

Glaucoma secundário
Tipo de glaucoma que ocorre muitas vezes associado a outras doenças dos olhos (por exemplo, uveíte, tumores intraoculares, cristalinos aumentados, etc).

Glaucoma crônico de ângulo fechado
Tipo do glaucoma de ângulo fechado que se caracteriza por um curso insidioso e que está associado a uma obstrução do sistema de drenagem do humor aquoso.

Glaucoma de ângulo aberto
Um tipo de glaucoma sem estreitamento do ângulo da câmara anterior.

Glaucoma de ângulo aberto congênito
Glaucoma infantil; um tipo raro do glaucoma nos recém-nascidos e nas crianças pequenas; deve-se a uma malformação congênita, ou seja, à ausência de uma diferenciação da rede trabecular no ângulo da câmara anterior; o fluxo do humor aquoso está limitado provocando um aumento da pressão intraocular; tipo caracterizado por um curso progressivo que, normalmente, atinge ambos os olhos e que pode conduzir à lesão do nervo óptico.

Glaucoma infantil
Glaucoma congênito.

Glaucoma primário de ângulo aberto
Um tipo de glaucoma que se caracteriza pelo aumento crescente da pressão intraocular e que conduz à perda insidiosa e progressiva da visão; os fatores de risco são idade avançada, diabetes e tendência familiar.

Gotas lubrificantes
Podem ser utilizadas para todos os tipos de lentes para lubrificar ou umidificar as lentes durante o uso, em especial quando o doente se encontra em ambientes secos.