Pages Navigation Menu

Isso é o que acontece com seus olhos quando você dilata a pupila para um exame

Isso é o que acontece com seus olhos quando você dilata a pupila para um exame

É bastante comum que, ao ir ao oftalmologista, pessoas tenham sua vista dilatada para a realização de alguns exames. Após o procedimento, é normal que ela fique embaçada por algum tempo, antes que a visão seja integralmente recuperada. Mas o que será que acontece com o olho durante a dilatação?

Exame no olhos

O que é a pupila?

Primeiro é preciso entender que a pupila é uma abertura no centro da íris que atua de modo a controlar a entrada de luz nos olhos. O breve incômodo sentido ao mudar de um ambiente muito iluminado para um ambiente muito escuro diz respeito, justamente, a transição da pupila retraída para a dilatada.

Por que dilatar a pupila para fazer exames?

Atenção nos detalhes

Com a pupila pequena o médico não consegue examinar com clareza o fundo dos olhos. É como se ele tentasse ver uma sala através do buraco da fechadura. Embora consiga ver algumas coisas, muitos detalhes podem passar batido. Por isso, é comum que recorram ao uso de colírios específicos para manter a pupila dilatada independentemente da quantidade de luz.

Efeitos da pupila dilatada

Quando há uma indução da dilatação da pupila, é comum pessoas ficarem com a visão embaçada e sentirem dificuldades para dirigir ou fazer atividades que requeiram muita atenção. Os colírios que dilatam a pupila também causam um efeito de diminuição da acomodação ocular, que é a capacidade dos olhos de adaptar o foco da visão de longe para perto.

Colírio

O efeito dos colírios pode demorar até 8 horas para passar completamente e pode dar um pouco de sonolência principalmente em crianças menores. Por isso, ideal é não marcar compromissos importantes para o mesmo dia do exame.