Pages Navigation Menu

Miopia é a vilã dos olhos

Miopia é a vilã dos olhos

Terceira causa de cegueira no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a alta miopia avança cada vez mais no Brasil. Caracterizada por pacientes que apresentam miopia acima de 5 graus, o problema pode causar descolamento de retina, catarata e até glaucoma. Para o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier (IPB), o uso de eletrônicos e a baixa exposição ao sol influenciam diretamente no aumento do distúrbio.

Segundo pesquisa da OMS, de 2020 a 2024 a alta miopia deve aumentar 89% no país, um índice muito acima da média global, de 49%. O distúrbio traz riscos. “Os míopes têm globos oculares com dimensões maiores e retinas mais finas e frágeis, o que aumenta a chance de descolamento”, explicou o oftalmologista Paulo Schor.

Entre as causas, Queiroz Neto afirma que a miopia tem relação com a genética hereditária, quando um dos pais ou ambos são míopes. Estudo conduzido pelo médico com 360 crianças de 6 a 9 anos, também associa o problema ao excesso de esforço visual por horas em frente as telas eletrônicas. Por isso, a recomendação para os pequenos é descansar os olhos após 1 hora de uso do celular, tablet ou computador, olhando para um ponto distante por, no mínimo, 30 minutos.

Já a falta de atividade ao ar livre é outro fator que pode influenciar na miopia, pois a iluminação dos ambientes externos faz a pupila contrair e aprofunda o foco.

Para o paciente com alta miopia, o acompanhamento médico é essencial, porque o descolamento da retina não provoca dor. O primeiro sinal é notar pontos luminosos, como flashes, com o olho fechado. Depois, você sente perda de uma parte do campo de visão. Nesse momento, a rapidez do atendimento especializado é primordial para um dano menor ao olho. Uma vez que se descola, a retina começa a morrer, e se o descolamento chegar à região central da visão pode levar à cegueira. Sete em cada 10 descolamentos acontecem entre maiores de 60 anos.

Em relação ao tratamento, a cirurgia é indicada para miopia entre 6 e 23 graus, mas não pode ser feito em gestantes, pessoas com glaucoma, doenças na retina ou estabilidade do grau menor que um ano. “Muitas pessoas acreditam que o tratamento da miopia consiste em usar óculos ou lente de contato. Não é bem assim. Quem tem mais de cinco graus precisa fazer exames de fundo de olho periodicamente para prevenir complicações que podem cegar”, afirmou Queiroz Neto.

Além das atividades ao ar livre, o oftalmologista da IPB destaca que as principais terapias para interromper a progressão da miopia são lentes especiais, colírios e cuidado com a alimentação. O excesso de açúcar no cardápio eleva a produção de insulina, favorecendo o crescimento do eixo óptico que caracteriza a miopia.