Pages Navigation Menu

Tremor nos olhos, o que é isso?

Tremor nos olhos, o que é isso?

Se sua pálpebra treme é bom ler este post. Corrida de rua é bom para prevenir esse mal. Especialista explica as causas dessa contração involuntária e repetitiva  e o que deve ser feito se o problema persistir.

É  importante ficar de olho no que esse tremor pode significar. “Há inúmeras causas para isso acontecer, que vão desde stress, excesso de cafeína ou fadiga ou mesmo indicar alguma lesão ocular ou problema neurológico”, explica Rita de Cássia Lima Obeid, especialista em Plástica Ocular e Vias Lacrimais do Hospital CEMA. O tremor nas pálpebras é benigno na maioria dos casos e costuma ocorrer em decorrência desses excessos. Em situações-limite o organismo libera hormônios, o que compromete o funcionamento muscular, entre eles, o dos músculos das pálpebras. Já o consumo em excesso de café ou álcool pode deixar o corpo muito alerta e até desidratado.

 No entanto, o motivo pode ser outro.  “Esse tremor pode ter como causa também distúrbios no funcionamento ocular e até mesmo neurológicas. Pode ainda ser consequência do uso prolongado ou mesmo abstinência de calmantes ou alguns tratamentos com estrógeno. Nesses casos, temos um quadro de blefaroespasmo”, detalha a especialista.

Esse nome difícil de pronunciar –  blefaroespasmo – é uma condição médica que provoca um constante “piscar de olhos”, involuntário e de modo repetitivo, um espasmo ocular que não cessa e costuma gerar grande ansiedade em quem possui. Pode ser uma doença isolada, mas também pode indicar outras. “Alguns pacientes apresentam essa musculatura da pálpebra mais frágil. Até mesmo a qualidade da lágrima, o uso de lentes de contato, a síndrome do olho seco, alergias e a presença de corpos estranhos podem estar por trás desse tremor”, explica Rita.

O esporte ajuda na prevenção do tremor nas pálpebras?

Rita de Cássia Lima Obeid – O esporte pode ajudar sim na prevenção dos sintomas, pois libera, através da glândula hipófise, a endorfina, que é um neuro hormônio, responsável pelas sensações de bem-estar, controle da ansiedade e sono. Sendo assim, por exemplo, nos casos de blefaroespasmo, o esporte pode ajudar a amenizar o quadro, já que esse distúrbio é mais intenso em situações de stress.

Quando um corredor de rua amador deve procurar o médico se surgir o tremor nas pálpebras? 

Rita de Cássia Lima Obeid – É importante procurar ajuda médica quando o corredor notar que o tremor é contínuo, involuntário, incontrolável e persistente, e não apenas esporádico, causado por fadiga ou cansaço. Quando esse sintoma persistir por muito tempo, vier acompanhado de outros sinais, como coceira e vermelhidão, ou se atingir outras partes do corpo. É importante essa ajuda médica, principalmente quando o tremor começa a impedir o paciente de exercer as atividades diárias.

Como é o tratamento?

Rita de Cássia Lima Obeid – Em alguns casos, o tratamento consiste em identificar a causa e tratá-la. Já outros podem necessitar medidas mais complexas, como o uso de toxina botulínica, o popular Botox. Vale lembrar que os blefaroespasmos não têm cura e nenhuma medida caseira pode sanar o problema. Apenas o médico poderá aliviar esse sintoma tão incômodo.