Pages Navigation Menu

A conjuntivite pode ser um sintoma da Covid-19?

A conjuntivite pode ser um sintoma da Covid-19?

A conjuntivite é uma doença ocular, que pode ser tanto bacteriana quanto viral. Seus principais sintomas são irritação ou inflamação da membrana conjuntival, vermelhidão, coceira e dificuldade em enxergar.

Em estudos recentes realizados na China, Itália e Estado Unidos aponta-se que a conjuntivite pode ser um sintoma raro do coronavírus. Ela deve aparecer em casos mais graves da doença, variando de 1 a 3% dos infectados.

Ao perceber os sintomas da conjuntivite — inflamação, coceira e secreção nos olhos — é fundamental limpar as pálpebras constantemente com soro fisiológico ou água. Também é preciso evitar coçar essa região, além de não sair de casa e tomar os devidos cuidados para não transmitir aos familiares. Em média, a doença costuma sumir em uma semana.

Segundo oftalmologistas, se o seu quadro de conjuntivite apresentar secreção e pálpebras grudadas, é necessário procurar um médico com urgência.

Essa inflamação ocular pode ser viral, bacteriana ou alérgica. Uma das principais diferenças está na formação de muco: a bacteriana apresenta secreções amareladas em grande quantidade, já a viral tem muco esbranquiçado em menor quantidade.

De todo modo, é recomendável a consulta ao oftalmologista para garantir a identificação correta e o acompanhamento do quadro.

Como prevenir?

Algumas dicas para proteger os olhos da conjuntivite são:

Lavar as mãos várias vezes ao dia;

Evitar coçar os olhos;

Optar por óculos de grau ao invés de lentes de contato.

Apesar de ser pouco comum, a conjuntivite pode ser um sintoma da Covid-19.

Previna-se mantendo o distanciamento, usando máscara e higienizando sempre as mãos.

Fonte: Hospital de olhos
Imagem: unsplash.com

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *